1. Finanças

É possível financiar um imóvel na planta?

Isenção de responsabilidade: Este é um conteúdo gerado pelo usuário para Blogueiro Convidado, uma iniciativa Blogueiro Convidado para permitir que sua comunidade contribua e seja ouvida. Os pontos de vista e escritos aqui refletem os do autor e não de BlogueiroConvidado.com.

Descubra como e quais os requisitos necessários para financiar um imóvel ainda na planta.

De fato, na hora de garantir um imóvel, o preço é um dos fatores mais considerados, afinal, durante o processo, poupar dinheiro é fundamental.

Por isso, se você deseja economizar na hora de garantir a sua casa ou apartamento próprio, financiar uma propriedade ainda na planta é uma ótima estratégia. Entretanto, vale destacar que, a obtenção de imóveis ainda em construção envolve algumas condições específicas.

Siga com a gente e descubra quais os requisitos necessários para financiar um imóvel na planta.

Um breve resumo

Sem dúvidas, comprar um imóvel pode não ser tão fácil quanto parece. Antes de tudo, é necessário garantir um bom planejamento financeiro e fazer alguns sacrifícios para tornar o sonho da casa própria uma realidade.

Para simplificar a sua aquisição, é essencial encontrar formas de economizar e, para isso, comprar um imóvel ainda em construção pode ser uma excelente alternativa, desde que você não tenha pressa.

É importante lembrar que, ao adquirir uma propriedade na planta, querendo ou não, você acredita em uma promessa. Geralmente, nesses casos, as construtoras oferecem valores mais baixos do que os cobrados pelas unidades já prontas. Dessa forma, além de poupar dinheiro, também existe grande chance de uma futura valorização da casa ou apartamento em questão. Outra vantagem é que, ao escolher financiar uma propriedade ainda na planta, não é necessário passar anos juntando dinheiro para adquirir o imóvel à vista.

O financiamento na prática

Sobretudo, a aquisição de imóveis financiados ainda na planta envolve duas etapas, são elas a pré-entrega das chaves e a pós.

Normalmente, o período de construção gira em torno de 16 a 36 meses, durante este intervalo, o comprador deverá arcar somente com os valores estimados para a entrada e primeiras parcelas da propriedade.

Contudo, os imóveis na planta têm entrada superior em relação às propriedades já prontas. Afinal, a construtora precisa de uma quantia considerável para assegurar o cumprimento do prazo acordado.
Entretanto, durante o decorrer da construção de um apartamento à venda no Ipiranga, por exemplo, o comprador poderá dividir o valor de entrada e incluí-lo nas parcelas. Além disso, antes da entrega das chaves, a construtora não poderá cobrar nenhum tipo de juros relacionados ao pagamento parcelado. Sobre as parcelas, poderá ser aplicada apenas a correção monetária, baseada no INCC – Índice Nacional de Construção Civil.

Dessa forma, após a entrega das chaves, o comprador deverá escolher se o saldo restante será pago à vista, ou a partir de um financiamento.

Embora essa escolha também possa ser feita durante a assinatura do contrato, na maioria dos casos, ela é realizada somente após a entrega das chaves.

Vantagens

De fato, quando uma construtora dá início a um empreendimento imobiliário, em muitos casos, ela também precisa se financiar. Por conta disso, neste processo, o comprador pode obter inúmeras vantagens, principalmente em relação aos prazos, juros e quantidade de parcelas. Afinal, como se trata de um bem que ainda não existe, as instituições financeiras “compensam” esse ponto reduzindo consideravelmente as taxas de juros, que, em muitos casos são cortadas pela metade.

Dicas para garantir um bom negócio

Por fim, para garantir uma boa negociação, alguns cuidados são fundamentais.
Primeiramente, é essencial ter um bom planejamento financeiro e poupar a quantia necessária para a entrada do financiamento. Para isso, controle as suas contas pessoais e garanta que esse investimento não comprometa mais do que 30% do seu orçamento.

Além disso, escolha a sua construtora com cautela, pesquise, peça indicações e fique sempre de olho nos feedbacks dos antigos compradores para assegurar uma negociação assertiva.

Por fim, não se esqueça de ler o contrato com calma e atenção. Afinal, neste documento serão especificadas todas as informações sobre a propriedade como dimensões, valores, forma de pagamento, multas por atraso, prazos de concussão da obra e muito mais.

Enfim, gostou de descobrir como financiar um imóvel na planta? Se esse artigo foi interessante para você, compartilhe-o em suas redes sociais. Com certeza, essas informações podem ajudar muitas pessoas que desejam garantir a casa própria com mais economia.

https://blogueiroconvidado.com
Você gosta dos artigos de redacao? Follow on social!

Isenção de responsabilidade: Este é um conteúdo gerado pelo usuário para Blogueiro Convidado, uma iniciativa Blogueiro Convidado para permitir que sua comunidade contribua e seja ouvida. Os pontos de vista e escritos aqui refletem os do autor e não de BlogueiroConvidado.com.

Comentários para: É possível financiar um imóvel na planta?

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Tendências